Rio Grande do Sul

  • Hospitais do RS montam tendas de triagem para pacientes com sintomas de coronavírus
    on 28 de março de 2020 at 17:28

    Objetivo é fazer com que os pacientes não ingressem diretamente no hospital. Hospitais do RS montam tendas de triagem para pacientes com sintomas de coronavírus Hospitais do Rio Grande do Sul estão montando tendas de triagem para as pessoas que apresentarem sintomas de coronavírus. O objetivo é fazer com que os pacientes não ingressem diretamente no hospital. No Grupo Hospitalar Conceição, em Porto Alegre, a estrutura tem capacidade para 300 atendimentos por dia. No local, há quatro consultórios e uma equipe de 12 profissionais. Após a triagem, os médicos recomenda isolamento domiciliar ou encaminha para internação. “Temos equipamento básico de recuperação de parada cardíaca, temos maca, ambulância, um respirador e possibilidade de transferir imediatamente para o hospital casos que necessitam internar”, afirma o diretor-técnico do Grupo Hospitalar Conceição, Francisco Paz. A Associação Hospitalar Vila Nova (AVHN), de Porto Alegre, inicia na próxima segunda-feira (30) esse tipo de atendimento, em uma tenda externa, instalada ao lado do setor de Emergência. As equipes contarão com médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, profissionais da área administrativa e de higienização. O espaço funcionará, inicialmente, das 7h às 19h. “O espaço servirá para triagem, acolhimento e orientação e contará com profissionais de saúde durante todo o atendimento. Casos graves serão encaminhados para os hospitais de referência”, afirma o presidente da AHVN, Dirceu Dal’Molin.

  • Polícia apreende segundo adolescente que confessa morte de amigo em Porto Alegre
    on 28 de março de 2020 at 16:30

    Outro menor de idade já havia sido apreendido após confessar o crime também. Motivação do caso ainda é desconhecida, segundo autoridades. Corpo foi encontrado no bairro Aberta dos Morros Reprodução/RBS TV Um segundo adolescente, que confessou ter participado da morte de um jovem em Porto Alegre, foi apreendido pela Polícia Civil na tarde de sexta-feira (27). O corpo da vítima foi encontrado na noite de quarta (25), após um outro adolescente ir até a polícia e relatar participação no crime. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Raul Xavier, da 2º Delegacia de Polícia para Adolescente Infrator (DPAI), os dois jovens eram amigos da vítima, Cauê Xavier, de 16 anos. O delegado relata que apesar dos dois adolescentes, ambos de 15 anos, terem confessado participação no crime, eles divergem em seus depoimentos sobre a autoria da morte. “Os dois confessaram, o primeiro se entregou ao 9º BPM [Batalhão da Polícia Militar], na noite após o crime. Primeiramente, ele disse que ele estava sozinho, e depois ele acabou indicando o amigo, e conseguimos localizá-lo e concluir que ele não estava sozinho na cena do crime. Mesmo confessando participação, os dois não assumem a autoria, divergem nos depoimentos sobre quem teria desferido mais golpes, isso não importa. Os dois estão sendo indiciados por homicídio qualificado como autores do crime.” A vítima foi morta a golpes de martelo, machado e faca. As armas foram encontradas na mochila de um dos adolescentes. De acordo com as investigações, a morte de Cauê foi premeditada por três meses. “Eles eram amigos bem próximos, a vítima foi atraída para o local. Eles divergem em seus depoimentos sobre como fizeram essa emboscada. Eles divergem em várias partes do depoimento.” A motivação do crime ainda não foi esclarecida. De acordo com o delegado, o primeiro preso alegou que Cauê teria se envolvido com a namorada dele, o que segundo a autoridade policial, não parece proceder. “Estamos investigando o caso, mas eu posso afirmar sem dúvida alguma, que fizeram isso por simples e pura maldade.” O delegado espera o laudo da necropsia do corpo do adolescente morto para saber se ele também foi torturado. Os celulares dos dois envolvidos estão sendo investigados pela polícia. Além do homicídio, os suspeitos também levaram o celular da vítima, conforme a polícia. “Isso tudo conta na investigação, vamos saber se eles apagaram algum arquivo, e provavelmente eles podem ter combinado parte do crime no celular, por mensagens.” As investigações também vão verificar imagens de câmeras perto do local. O jovem foi morto em um matagal nas imediações da Avenida Juca Batista, na Zona Sul de Porto Alegre. Os dois adolescentes envolvidos no crime não tinham antecedestes policiais graves. Eles foram internados em uma unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fase).

  • Postos de saúde de Porto Alegre não têm mais doses de vacina contra a gripe
    on 28 de março de 2020 at 14:19

    Secretaria Estadual de Saúde informou que 376 mil novas doses devem chegar no começo da semana que vem, e serão distribuídas às regionais a partir de terça-feira (31). Farmácias ficaram cheias nessa semana para vacinação. Foto foi tirada na Rua Anita Garibaldi, em Porto Alegre, na quarta-feira (25) Matheus Beck/G1 Os postos de saúde de Porto Alegre não têm mais vacinas contra a gripe, segundo informação divulgada pela prefeitura da Capital na sexta-feira (27). A Secretaria Estadual de Saúde informou que 376 mil novas doses devem chegar no começo da semana que vem, e serão distribuídas às regionais a partir de terça-feira (31). A vacinação em idosos está ocorrendo em farmácias. A Secretaria Municipal de Saúde disse que no final do dia de sexta, algumas lojas da rede Agafarma ainda possuíam doses. Mas, orientou os idosos aguardarem a chegada de novas levas da vacina, para evitar deslocamentos desnecessários. A Prefeitura de Porto Alegre disponibilizou na quinta-feira (26) um sistema online para atualizar onde tem vacina da gripe para os idosos. Os serviços, telefones e endereços das farmácias estão disponíveis neste link. Mas, como a procura está alta, o município acrescentou que é importante ligar para o estabelecimento, para ver se tem vacina, antes de sair de casa. Mais de 130 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe no município. Os registros do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) indicam que até as 17h de sexta, foram aplicadas 62.851 doses em pessoas com mais de 60 anos em unidades de saúde, no atendimento domiciliar e nos drive-thrus. Nas farmácias parceiras, foram 47,4 mil doses, totalizando 110.251 vacinas administradas em idosos. Em relação a profissionais da saúde, foram administradas 21.914 vacinas. É importante lembrar que a vacina não protege contra o novo coronavírus, mas evita complicações causadas pelos vírus Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B linhagem B/Victoria, que ainda não estão circulando. A prefeitura salientou que as pessoas não precisam correr aos locais de vacinação, o melhor é evitar aglomerações neste momento, pois a campanha vai até 22 de maio. Campanha de vacinação Outras duas fases de vacinação estão previstas, com início em 16 de abril e 9 de maio, respectivamente, com grupos prioritários diferentes. O término ocorrerá em 22 de maio, para todos os grupos. Este ano foram ampliados os grupos a serem imunizados, com a inclusão de adultos de 55 a 59 anos e pessoas com deficiência. Segunda fase começa em 16 de abril: é dirigida a pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (comorbidades), professores de escolas públicas e privadas, e profissionais das forças de segurança e salvamento. Terceira fase começa em 9 de maio: demais grupos de risco começam a ser imunizados – crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adultos entre 55 e 59 anos, pessoas com deficiência, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos cumprindo medida socioeducativa, apenados e funcionários do sistema prisional.

  • Financiamento da folha de pagamento pode beneficiar até 110 mil pequenas e médias empresas do RS
    on 28 de março de 2020 at 01:35

    Financiamento de salários durante crise econômica decorrente da pandemia de Covid-19 pode ajudar empregadores e funcionários gaúchos, que já sofrem os efeitos da baixa no movimento. Economistas avaliam medidas e futuros cenários. Cerca de 110 mil empresas gaúchas vão poder acessar linha de crédito devido ao coronavírus A linha de crédito emergencial anunciada nesta sexta-feira (27) pelo governo federal pode beneficiar 110 mil pequenas e médias empresas no Rio Grande do Sul. No total, R$ 40 bilhões estarão disponíveis, para o pagamento de salários de funcionários, por dois meses, como medida de enfrentamento das dificuldades econômicas decorrentes da pandemia do coronavírus. O estado já tem 197 casos confirmados de Covid-19. Trabalhadores e empresários estão preocupados com o enfraquecimento da economia. De portas fechadas e com as vendas restritas ao comércio pela internet ou tele-entrega, a entrada de dinheiro no caixa não acontece mais como antes. “Tem a folha de pagamento, tem impostos, tem todos aqueles encargos que se nós não tivermos um pouco, lá na frente vai virar um caos serio serio pra todas as pessoas, empregados, funcionários e empresas, né”, afirma o empresário Ivan Tiemann. Para os economistas da UFRGS que assinaram um manifesto com medidas para evitar quebra de empresas, demissões e aumento da miséria, o governo brasileiro deve fazer o que o mundo vem fazendo. Segundo eles, é necessário atuar em várias frentes para injetar dinheiro nos setores mais afetados, socorrendo as pessoas e distribuindo recursos às famílias. Uma das sugestões é a criação de um programa de renda básica universal no valor de um salário mínimo mensal com a meta de atingir metade da população. Na quinta (26), governo e Congresso fecharam acordo para auxiliar essas pessoas com um valor de R$ 600. Outras medidas sugeridas são criar linhas de crédito com baixo custo condicionando as empresas a manterem os empregados e conceder isenções fiscais e ampliar prazos de pagamento de tributos para pequenos negócios diretamente atingidos pela pandemia. ‘Orçamento de guerra” Porém, para o economista Aod Cunha, que já foi secretário da Fazenda do estado e hoje atua como conselheiro de empresas, o governo precisa agir mais rápido. Porque as pessoas já estão sem dinheiro e com dificuldades. E montar um “orçamento de guerra” para socorrer a economia. “Se nós tivermos um caos no sistema hospitalar, isso vai gerar receio, medo nas pessoas. Vão ter receio de trabalhar, de de sair para rua. Então eu acho que é uma falsa discussão de que se voltarmos todos para rua agora, sem um plano de como fazer isso, a vida econômica vai estar organizada. Não vai. Porque se o caos no sistema de saúde se instalar, a vida econômica vai se desorganizar também”, afirma. Medidas no RS O governo do estado concedeu carência de até dois meses no pagamento de dívidas contraídas no Banrisul para micro pequenos e médios empreendedores. Isso além de aumentar em 10% o limite de endividamento no banco. Também foram determinadas a suspensão do encaminhamento de dívidas a protesto e inclusão no Serasa, o cancelamento de intimidações para comparecimento presenciais, prorrogação do prazo para apresentar garantias de parcelamento de dívidas com o estado.

  • Segunda cidade com mais casos de coronavírus no RS, Bagé completa uma semana de racionamento de água
    on 28 de março de 2020 at 00:56

    Nível da principal barragem da cidade ainda é muito baixo devido à estiagem. Famílias precisam ficar 12h sem água em casa. Bagé completa uma semana de racionamento de água durante pandemia de coronavírus A cidade de Bagé, na Região da Campanha do Rio Grande do Sul, completa neste sábado (28) uma semana de racionamento de água. Para piorar, o município é o segundo com o maior número de casos de coronavírus no estado, com 9 confirmados, perdendo apenas para Porto Alegre, que tem 107. O estado registra um total de 197 infectados pela doença. Parte da cidade recebe água das 3h às 15h e outra parte, das 15h às 3h, o que faz com que as famílias tenham água nas torneiras apenas 12 horas por dia. O principal reservatório da cidade está quase seis metros abaixo do nível normal. Em Pelotas, no Sul do estado, a situação da barragem Santa Bárbara, que abastece a cidade, também preocupa. “Com a incidência do novo coronavírus, a gente notou que tem momentos de consumo muito exagerado, e precisamos que sigamos a normalidade”, diz o presidente do Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep), Alexandre Garcia. Na casa do estudante Leandro Lopes, a família tenta economizar. “A gente ajuda do jeito que pode né, sempre deixando a torneira fechada. O banho a gente sempre dá aquela famosa apurada pra ser um pouco mais rápido e gastar menos água, pois só assim a gente vai conseguir passar por essa situação de estiagem que tá castigando a nossa região.” Em São Lourenço do Sul, cidade vizinha de Pelotas, a situação também não é boa. De acordo com a prefeitura, o racionamento pode começar nos próximo dias. “Estamos quase a ponto de racionar água, então use de uma forma racional para que a gente não tenha que chegar a esse ponto”, frisa o prefeito Rudinei Härter.

  • Cidades do RS recebem repasses da Justiça para combate ao coronavírus
    on 27 de março de 2020 at 23:48

    Foram destinados cerca de R$ 4 milhões, oriundos de penas pecuniárias, para secretarias de saúde, associações municipais e fundações. Segundo TJ, ainda há R$ 324 mil para serem liberados. Fóruns de Justiça do RS podem liberar dinheiro para combate ao coronavírus O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) destinou ao combate da Covid-19 cerca de R$ 4 milhões, oriundos de penas pecuniárias, medida alternativa à prisão aplicada em casos envolvendo crimes de menos potencial ofensivo, quando o valor da pena é pago em dinheiro e varia de 1 a 3 salários mínimos. Segundo o TJ, através das Varas de Execuções Criminais o valor foi repassado para secretarias de saúde, associações municipais e fundações. Ainda há R$ 324 mil para serem liberados. O Fundo Estadual da Saúde recebeu R$ 500 mil, para destinar à ala do Sistema Único de Saúde do Hospital Divina Providência, em Porto Alegre. Entre as entidades que também foram beneficiadas estão a Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí, no Noroeste do estado, que recebeu R$ 150 mil. O município de Passo Fundo e o Hospital Santa Terezinha, em Erechim, ambos na Região Norte do estado, receberam R$ 300 mil e R$ 293 mil, respectivamente. Justiça Federal da 4ª Região A Corregedoria Regional da Justiça Federal da 4ª região recomendou que os juízes federais que atuem em varas criminais do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, destinem recursos para as ações de combate à Covid-19. Os valores serão oriundos de penas pecuniárias, transação penal e suspensão condicional do processo nas ações criminais. Nas prioridades dos magistrados está a destinação para compra de materiais e equipamentos médicos necessários para a prevenção e combate à pandemia. O repasses ainda estão sendo calculados.

  • Três vereadores de Santo Augusto são afastados após sessão secreta para reajustar salários
    on 27 de março de 2020 at 22:40

    Segundo Ministério Público, parlamentares articularam estratégia para que sessão não fosse transmitida pelo rádio e nem tivesse audiência. Vereadores aprovaram reajuste salarial. Vereadores de Santo Augusto reajustam salários e criam 13º pagamento A Justiça de Santo Augusto, na Região Noroeste do estado, determinou nesta sexta-feira (27) que três vereadores se afastem imediatamente das funções na mesa diretora da Câmara da cidade. Segundo o Ministério Público, eles aprovaram o reajuste de 10% no salário dos parlamentares em uma sessão secreta. Segundo a ação civil pública movida pelo Ministério Público, os vereadores Irani Oliveira da Rosa, Horácio Ferrando Dornelles e Douglas de Almeida Bertollo articularam uma estratégia para que a sessão não fosse transmitida pelo rádio e nem tivesse audiência. O aumento de R$ 4.1 mil para R$ 4,6 mil foi aprovado por seis votos a dois. Além disso, na sessão foi criada uma remuneração equivalente ao décimo-terceiro para a próxima legislatura. Ao G1 o vereador Irani, presidente da Câmara de Santo Augusto afirmou que irá aguardar a Justiça. Na decisão, a juíza Evelise Boratti afirmou que o ato demonstrou despreparo e falta de sensatez dos parlamentares. “Sendo que se nesse momento de sensibilidade social se mostraram indiferentes aos anseios da sociedade, utilizando-se da pandemia para realizar uma ‘sessão secreta’, nada há para duvidar que voltem a se valer da atual situação de pandemia para praticar outras ações temerárias, violadoras dos princípios constitucionais, na condução dos trabalhos, sendo prudente que sejam afastados da mesa diretora, pelo que também tenho preenchido os requisitos do perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo.” A juíza também destacou que os vereadores agiram de maneira que a população não tivesse acesso à sessão. “No caso, compreende-se e é recomendável a restrição de acesso presencial da população às dependências da Câmara Municipal, a fim de evitar riscos de contágio pelo Covid-19, mas editar Resolução no mesmo dia da Sessão do dia 23/03/2020, suspendendo, às pressas, a divulgação desta via rádio com indicativo de que a sessão seria virtual sem qualquer especificação, indica que o ato tinha o único efeito de realizar uma ‘sessão secreta’, como bem destacou o Ministério Público, a fim de dificultar a divulgação e a grande repercussão negativa do fato.” O G1 tentou contato também com os vereadores Horário e Douglas, mas até às 19h desta sexta, não conseguiu resposta. O projeto aprovado foi encaminhado para sanção do prefeito de Santo Augusto, mas o executivo vetou.

  • Comércio é liberado para abrir em cidades do RS mesmo com decreto estadual de restrição
    on 27 de março de 2020 at 22:09

    Governador Eduardo Leite voltou a afirmar nesta sexta-feira (27), que municípios devem seguir orientações estaduais. Empresários protestam pela reabertura do comércio e de indústrias em cidades do RS Algumas cidades do Rio Grande do Sul flexibilizaram os decretos municipais e permitiram a abertura do comércio a partir da próxima semana, alterando as medidas tomadas em função do risco de contágio do novo coronavírus. Nesta sexta-feita (27), foram realizadas carreatas em diversas regiões do estado. Comerciantes e empresários pediram a liberação de indústrias e comércios nas cidades. O governador do RS, Eduardo Leite, voltou a afirmar que os municípios devem seguir as orientações estaduais. Nesta sexta, um novo decreto assinado por Leite, flexibilizou a abertura de templos, lotéricas e agências bancárias, mas manteve as restrições no comércio. “Muitos prefeitos foram além e estabeleceram proibições. Orientamos que prefeitos que vierem a revogar os seus decretos, mantenham-se o estadual. Não pode deixar de fazer o que o governo do estado exige”, disse. “Entendo que haja angústia de parte de setores econômicos de todos os portes, mas não dá pra tomar decisão com base na ansiedade. Tem que ser com base na ciência,” completou Leite. Veja quais cidades estão alterando decretos: Flores da Cunha A Prefeitura de Flores da Cunha determinou a reabertura do comércio e de outros serviços na cidade a partir desta sexta (27). De acordo com a nota, ficam liberadas as atividades em todas as áreas, respeitando as normativas do Ministério da Saúde. São elas: estabelecimentos comerciais, que devem estabelecer horários fixos ou setores exclusivos para atender os idosos com ou mais de 60 anos, e trabalhar em regime de escalas, para reduzir o fluxo de pessoas, assim como em indústrias. Lojas de conveniência dos postos de combustível podem ficar abertas das 7h às 19h de segunda a sábado. O toque de recolher foi extinto. Na educação foi mantida a restrição, com retorno programado para o dia 3 de abril. Espumoso Um novo decreto, que terá validade a partir de segunda-feira (30), permite atividades comerciais em Espumoso com algumas restrições. Academias, comércio, bares, restaurantes, sindicatos e prestação de serviços em geral deverão operar com 50% da capacidade. Festas, entidades tradicionalistas, hotéis, escolas e transporte público seguem paralisados. Erechim Publicado na tarde desta sexta (27), um novo decreto permite que, a partir do dia 1º de abril, os estabelecimentos industriais e da construção civil retomem as atividades. Cada empresa deve observar as diretrizes sanitárias determinadas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria Municipal da Saúde. Entre elas, manter o distanciamento entre os funcionários de, no mínimo, dois metros. O decreto permite também o funcionamento de lotéricas, agências bancárias e templos religiosos. Santana do Livramento A partir deste sábado (28), a cidade incluiu, no novo decreto com prazo de sete dias, novos serviços como essenciais. Entre eles estão: o funcionamento de unidades lotéricas e correspondentes bancários, serviços de hotelaria e hospedagem, construção civil, ferragens e serviços de “mototáxi”. Todos possuem regramentos específicos que serão fiscalizados, segundo a prefeitura. Ibirubá Um decreto publicado nesta sexta pela prefeitura de Ibirubá permite a reabertura do comércio a partir de segunda-feira (30). Os estabelecimentos terão que adequar o atendimento para evitar aglomerações e também adotar medidas de higiene para conter a contaminação. As empresas também devem fazer revezamento de funcionários para reduzir o contato entre os trabalhadores. Estância Velha O município autorizou ainda na quinta-feira (26), o funcionamento parcial das atividades industriais, a partir desta sexta, e comerciais, a partir do dia 3 de abril. As empresas devem seguir medidas como: disponibilizar álcool em gel 70% para os colaboradores e clientes; promover a constante higienização e desinfecção dos ambientes; respeitar o distanciamento mínimo de dois metros entre os postos de trabalho; não exceder a capacidade de 30% de pessoas no local. Ivoti O prefeito de Ivoti, Martin Cesar Kalkmann decretou a liberação parcial das atividades econômicas na cidade a partir do dia 3 de abril. Permanecem em vigor as determinações relativas a distanciamento social e circulação de pessoas com mais de 60 anos de idade e demais grupos de risco. Comércio segue fechado em todas as regiões do estado Reprodução / RBS TV

  • Rio Grande do Sul tem 197 casos confirmados de coronavírus, informa secretaria
    on 27 de março de 2020 at 21:52

    Boletim anterior, divulgado na quinta-feira (26), apontou 190 pacientes infectados. Casos confirmados nesta sexta são de Porto Alegre, Cachoeira do Sul, Santa Rosa e São Leopoldo. Dois óbitos foram registrados. Coronavírus Sars-CoV-2, que provoca a Covid-19 Amanda Georgia/G1 O número de confirmados do novo coronavírus no Rio Grande do Sul chegou a 197 nesta sexta-feira (27), conforme a atualização diária do informe epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde. São quatro novos casos em Porto Alegre, um em São Leopoldo, um em Cachoeira do Sul e um em Santa Rosa. As duas últimas cidades aparecem pela primeira vez no relatório. Initial plugin text No boletim anterior, eram 190 pacientes, em 43 cidades. Dois óbitos foram confirmados nesta semana, em Porto Alegre. MAPA DO CORONAVÍRUS: avanço dos casos nas cidades CORONAVÍRUS NO MUNDO: n° de mortos nos EUA passam de mil PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção PERGUNTAS E RESPOSTAS: infectologistas respondem O primeiro, na quarta-feira (25), foi de uma senhora de 91 anos. O segundo foi na quinta (26), um senhor de 88 anos. Ambos estavam internados na UTI do Hospital Moinhos de Vento. Segundo a Secretaria de Saúde de Porto Alegre, o homem tinha histórico de doenças pulmonares, era diabético e hipertenso. Além disso, tinha histórico de viagem para Florianópolis. Ele havia sido internado na segunda-feira (23). No Brasil, já são mais de 3,4 mil infectados e 92 mortes confirmadas. Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infografia/G1 Initial plugin text

  • Preso pastor suspeito de abusar sexualmente de adolescente de 13 anos em Sapucaia do Sul
    on 27 de março de 2020 at 20:21

    De acordo com a Polícia Civil, ela frequentava a igreja evangélica acompanhada da família, e era abusada desde os 11 anos. Homem de 44 anos teve a prisão preventiva decretada pela Justiça. Polícia prende pastor em Sapucaia do Sul suspeito de abusar de adolescente de 13 anos Polícia Civil/Divulgação Um pastor foi preso na tarde desta sexta-feira (27) por suspeita de abuso sexual em Sapucaia do Sul, na Região Metropolitana de Porto Alegre. De acordo com a Polícia Civil, ele abusou de uma adolescente de 13 anos, que frequentava a igreja evangélica acompanhada da família, e sofria os abusos desde os 11 anos. A prisão preventiva do homem, de 44 anos, foi decretada pela Justiça. A denúncia foi feita no início do mês e, desde então, a polícia investiga o caso. O inquérito ainda não foi concluído. Conforme a delegada Luciane Bertoletti, as investidas iniciaram quando ela começou a participar de um grupo de jovens do qual o pastor era coordenador. Os abusos ocorriam em motéis da cidade e na própria igreja, segundo a polícia. “As provas são muito contundentes, tenho exame físico, psíquico e diversas mensagens de WhatsApp trocadas entre ele e ela. As primeiras de amor, ele mandando mensagens de amor para ela, e as últimas ameaçadoras”, afirma a delegada. De acordo com a polícia, assim que soube da denúncia, o homem passou a ameaçar a família da adolescente, que precisou, inclusive, mudar de endereço. O pastor também colocou o automóvel e móveis à venda na internet. A delegada desconfia que ele pretendia fugir da cidade. Na delegacia, a polícia tentou ouvir o suspeito, mas ele preferiu ficar em silêncio.