Rio Grande do Sul

  • ‘Muita gente veio perguntar do livro’, diz escritora que participou de evento em Porto Alegre após cancelamento em Nova Hartz
    on 17 de novembro de 2019 at 19:05

    Presença de Luísa Geisler estava confirmada na Feira do Livro da Capital antes do episódio na cidade da Região Metropolitana. Ela conta que vem levando o que aconteceu pelo lado positivo, já que tem recebido apoio de muita gente. Luísa Geisler fotografa ao lado da professora Francine Silva e do namorado dela, Gabriel, no evento em Porto Alegre Arquivo Pessoal Depois de ter tido uma conversa com estudantes cancelada na Feira do Livro de Nova Hartz, a escritora Luísa Geisler participou do evento literário que acontece em Porto Alegre, no último sábado (16). O nome dela já estava confirmado mesmo antes do episódio na cidade da Região Metropolitana. Ainda que tenha ficado chateada com o que aconteceu, diz que tenta focar no lado positivo. “Muita gente me reconheceu e veio perguntar do livro”, afirma. O livro em questão é “Enfim, Capivaras” (Seguinte, 2019). Segundo a autora, o convite foi retirado do encontro em Nova Hartz porque a obra continha “linguajar inadequado”. Leia a nota da produtora do evento abaixo. Antes do evento no espaço Arena Inovação, em Porto Alegre, durante o 4º Encontro de Influenciadores Literários e Seguidores, a página da Feira do Livro da Capital divulgou uma mensagem de apoio a Luísa. “Pela democracia, pelo livro e pela leitura, que nos descortinam o conhecimento do mundo, defendemos a liberdade de expressão, o direito de escrever e de ler.” Initial plugin text Luísa contou ao G1, em conversa neste domingo (17), que ficou feliz com a recepção que teve. “Todo mundo estava bem ligado no que tinha acontecido, várias pessoas já vinham falando disso comigo sobre isso também”, lembra. “Quando tu censura um escritor, censura todos os escritores. As pessoas que escrevem entendem que, quando censura uma coisa, abre o precedente para censurar qualquer coisa.” Segundo ela, o evento em Porto Alegre reuniu um público jovem, até porque reuniu influenciadores literários que têm canais de conteúdos online. “Era até engraçado, porque eu fazia piadas do tipo: “Quem nasceu depois de 2000? E alguns levantavam as mãos, e eles estavam acompanhado dos pais”, recorda. Initial plugin text Ela diz que a procura pelo livro nas bancas estava grande. Como sempre costuma fazer, foi à feira com alguns exemplares na mochila. “Os que eu levei, uns cinco, foram todos”, conta. Neste domingo, último dia do evento na Capital, ela levaria mais 10. “Acaba esgotando até meu estoque”, brinca. “Quando eu vi o vídeo do vereador, fiquei bastante chateada. Mas me dei conta de que pessoas que eu respeito, que eu gosto, estavam a meu favor, concordando comigo. Então passei a olhar pelo lado positivo”, diz Luísa. O vereador citado pela escritora é Robinson Andrei Bertuol, do Partido Social Cristão (PSC). Ele elogiou, em sessão da Câmara dos Vereadores do dia 11 de novembro, a secretária de Educação e a diretora da escola da filha pela decisão de tirar o livro de circulação. “Não vou nem citar as palavras aqui. É coisa de baixo calão. Vocabulário chulo. Me admira ser indicado ao público juvenil.” No fim, afirmou que contatou o prefeito e soube que “a autora não virá à Feira do Livro por conta desse trabalho”. “O ouvido das nossas crianças não é privada para entrar qualquer tipo de assunto, qualquer tipo de palavra”, acrescentou. Depois do episódio, Luísa diz que a procura online pelos livros dela aumentou. E, nos próximos dias, ela se prepara para novos eventos. Na próxima terça-feira (19) vai estar na PUCRS, em Porto Alegre, na quarta (20) viaja ao Rio de Janeiro e, no sábado (23), estará em Novo Hamburgo. “Em todos vou abrir espaço para falar do Capivaras, porque as pessoas têm perguntado sobre o livro”, afirma. Além disso, também vai levar a mochila com seus livros para vender. ‘Enfim, Capivaras’ discute diferenças sociais, autodescoberta e amizade, defende editora O romance “Enfim, Capivaras” (2019) é o mais recente da autora gaúcha. Antes, Luísa Geisler lançou “De Espaços Abandonados” (2018), “Luzes de Emergência se Acenderão Automaticamente” (2014), “Quiçá” (2011) e “Contos de Mentira” (2010). “Enfim, Capivaras”, livro mais recente de Luísa Geisler Reprodução / Companhia das Letras Embora jovem, com 28 anos, Luísa já venceu o Prêmio Sesc de Literatura duas vezes e foi finalista dos prêmios Machado de Assis e Jabuti. Em 2012, teve um texto incluído na coletânea “Os melhores jovens escritores brasileiros”, da revista literária britânica Granta, reunindo 20 contos escritos por autores brasileiros nascidos depois de 1972. Em nota, a Companhia das Letras, detentora do selo Seguinte, que publicou a obra, caracterizou o que aconteceu em Nova Hartz como “censura” e declarou apoio à autora. A editora ainda defendeu que “a literatura (e a arte, em geral) deve ser questionadora” e que não deve “subestimar o leitor jovem”. Nota da produtora da feira em Nova Hartz A participação da autora Luisa Geisler na Feira do Livro de Nova Hartz (RS) foi recentemente cancelada, com a justificativa de que seu livro “Enfim, capivaras” possui “linguajar impróprio” para adolescentes. A Seguinte, selo jovem do Grupo Companhia das Letras, repudia qualquer tipo de censura e, diante de uma situação como essa, gostaria de declarar todo o seu apoio à Luisa Geisler, autora duas vezes vencedora do Prêmio Sesc de Literatura, além de finalista do Prêmio Machado de Assis, semifinalista do Prêmio Oceanos de Literatura e duas vezes finalista do Jabuti.

  • Tartaruga morre com plástico no intestino após ser resgatada na praia do Cassino
    on 17 de novembro de 2019 at 17:02

    Exemplar de tartaruga-de-couro foi encontrado na sexta-feira (15). Debilitado, animal não resistiu e morreu durante a noite. Causas da morte, apontadas após exame de necropsia, foram ‘afogamento e obstrução do trato intestinal por conteúdo plástico.’ Tartaruga resgatada na praia do Cassino não sobreviveu no centro de reabilitação Divulgação/Cram-Furg Uma tartaruga morreu na noite da última sexta-feira (15) após ser resgatada na praia do Cassino, em Rio Grande, no Sul do estado. O exemplar de tartaruga-de-couro (Dermochelys coreacea) estava encalhado quando foi visto entre a estátua de Iemanjá e o Molhe da Barra. O exame de necropsia apontou que as causas da morte foram “afogamento e obstrução do trato intestinal por conteúdo plástico.” O resgate foi feito em uma ação conjunta entre o Centro de Recuperação de Animais Marinhos (Cram-Furg), o Projeto Caminho Marinho e o Ibama. A tartaruga, de 215 kg, foi encaminhada para a reabilitação, mas não resistiu. Segundo informou o Cram-Furg, ela estava muito debilitada e com poucos reflexos. Imagem após o exame mostra o plástico dentro do corpo da tartaruga Divulgação/Cram-Furg No exame, não foi encontrado indício de óleo no corpo do animal. No último dia 13 de novembro, houve vazamento de óleo de um navio na orla marítima. A Superintendência do Porto de Rio Grande (SUPRG) informou, após o fato, que foram utilizadas as barreiras de contenção e absorção do material. Cerca de 3 mil litros de combustível foram derramados pela região. No dia seguinte ao vazamento, o grupo de autoridades envolvidas no plano de contenção do óleo disse que os danos causados seriam “plenamente contornáveis”. O G1 tentou contato com o Cram-Furg para saber mais detalhes sobre a tartaruga morta, mas as ligações ainda não foram atendidas. Conforme o Projeto Tamar, a tartaruga-de-couro está entre as espécies ameaçadas de extinção no Brasil.

  • Homem morre em acidente entre carro e ônibus de banda em Venâncio Aires
    on 17 de novembro de 2019 at 15:34

    Vítima tinha 30 anos, segundo Comando Rodoviário da Brigada Militar. No ônibus, um dos músicos teve ferimentos no braço e foi encaminhado a um hospital. Homem de 30 anos, que estava no carro, morreu em acidente em Venâncio Aires CRBM/Divulgação Um homem de 30 anos morreu em acidente entre carro e ônibus na manhã deste domingo (17), em Veranópolis. Segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), a colisão ocorreu no km 08 da RSC-453 às 8h. Uma equipe de peritos de Santa Cruz do Sul foi acionada. As causas do acidente ainda serão apuradas. O ônibus é da banda Cassino, que havia se apresentado em uma festa de casamento na noite anterior, em Bento Gonçalves, na Serra. Os integrantes são de Santa Cruz do Sul, e voltavam para a cidade quando a batida aconteceu. O CRBM informou que duas das sete pessoas que estavam no ônibus ficaram feridas. Um dos músicos disse ao G1 que um dos integrantes machucou o braço e foi encaminhado a um hospital. Já o motorista, segundo ele, ficou nervoso, mas não se feriu. “Estamos todos bem, nada de grave”, afirmou Alexandre Eidt. O trecho ficou bloqueado até pouco antes do meio-dia. O desvio foi feito pela VRS-816. Integrantes de banda voltavam de festa na Serra para Santa Cruz do Sul quando o acidente aconteceu CRBM/Divulgação Carro onde estava a vítima do acidente em Venâncio Aires ficou destruído Arquivo Pessoal Parte da frente do ônibus ficou destruída após a batida com um carro em Venâncio Aires Arquivo Pessoal

  • VÍDEOS: Campo e Lavoura deste domingo, 17 de novembro
    on 17 de novembro de 2019 at 15:30
  • Movimento de volta do feriadão nas rodovias do RS deve aumentar durante a tarde, projeta CCR
    on 17 de novembro de 2019 at 14:09

    Concessionária recomendava pegar a estrada antes das 14h. Outro horário sugerido é após as 22h. Somente na freeway, previsão é de que 60 mil veículos passem pela praça de pedágio de Gravataí em direção a Porto Alegre. Filas de carros no pedágio de Gravataí na manhã de sexta (15), na saída para o feriadão Josmar Leite/RBS TV O movimento de veículos deve aumentar nas rodovias do Rio Grande do Sul durante a tarde deste domingo (17), no retorno do feriadão de Proclamação da República. A concessionária CCR havia recomendado aos motoristas que pegassem a estrada antes das 14h. Outro horário sugerido é após as 22h. Somente na freeway, previsão é de que 60 mil veículos passem pela praça de pedágio de Gravataí, na freeway, em direção a Porto Alegre. Entre a quinta e a sexta, 106 mil veículos seguiram às praias gaúchas e catarinenses pela rodovia, sendo 50 mil e 56 mil, respectivamente. Havendo necessidade, segundo a CCR, o acostamento será novamente utilizado como faixa adicional de Osório a Gravataí, entre os quilômetros 0 e 75. Na ida, o recurso foi utilizado até o km 26, em Santo Antônio da Patrulha. Os motoristas que retornarem pela BR-101, no km 35, na obra do pedágio em Três Cachoeiras, contará com duas faixas disponíveis ao trânsito no sentido Porto Alegre. Na saída para o feriado não foram registrados congestionamentos nesse trecho da rodovia, de acordo com a CCR. Na BR-386, no km 426, onde é construída a praça de Montenegro, os motoristas que retornarem do interior do estado também terão duas faixas liberadas ao tráfego. Para emergências e informações, a concessionária disponibiliza o telefone 0800 000 0290.

  • Corpo de mulher retirado de túmulo, homem preso por ameaçar Simone e Simaria e outras notícias da semana no RS
    on 17 de novembro de 2019 at 13:11

    Confira as matérias que foram mais acessadas no G1 RS de 11 a 16 de novembro. O G1 Rio Grande do Sul lista abaixo as matérias mais acessadas pelos leitores na semana de 11 a 16 de novembro. 11/11 Corpo de mulher é encontrado fora do túmulo em Gravataí: ‘Apavorante’, diz irmã Túmulo foi violado nesta segunda (11) no cemitério do Rincão da Madalena Polícia Civil / Divulgação A 1ª Delegacia de Polícia Civil de Gravataí investiga a violação de um túmulo e a hipótese de abuso sexual de uma mulher morta neste domingo (10), no cemitério Rincão da Madalena. O corpo foi retirado da cova e encontrado seminu por familiares, na manhã desta segunda-feira (11), em uma área próxima. Segundo o delegado Márcio Zachello, o corpo foi levado ao Departamento Médico Legal (DML) para perícia. Ainda não há suspeitos pelo crime, mas que, quando for identificado, o autor deve responder por vilipêndio de cadáver. A pena por este crime varia de um a três anos de prisão. 12/11 Três frigoríficos suspeitos de comercializar carne sem condições de consumo são interditados no RS Três frigoríficos são suspeitos de comercializar carne sem condições de consumo no RS Uma operação da Delegacia de Combate ao Abigeato e Crimes Rurais interditou três frigoríficos nas cidades de Parobé e Taquara, na Região Metropolitana de Porto Alegre, por suspeita de comercializar carne sem condições de consumo. Os estabelecimentos também são suspeitos de abater gado roubado e ainda de terem beneficiado a carne de animais que já chegavam mortos aos locais. Quinze mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Entre os alvos, estavam mercados e estabelecimentos comerciais que compravam a carne. 13/11 Homem é preso em Novo Hamburgo por ameaçar Simone e Simaria nas redes sociais Homem de 46 anos foi preso preventivamente em Novo Hamburgo no dia 11 Polícia Civil / Reprodução Um homem suspeito de ameaçar a dupla Simone e Simaria nas redes sociais foi preso na segunda-feira (11) em Novo Hamburgo, Região Metropolitana de Porto Alegre. Ele tinha um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juizado Especial Criminal de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, pelos crimes de ameaça e injúria. De acordo com o delegado Alexandre Ferreira Quintão, da 3ª Delegacia de Polícia de Novo Hamburgo, ele foi encontrado em casa, no bairro Boa Saúde, onde morava com a esposa e dois filhos. Há cerca de dois anos, segundo Quintão, ele começou a ameaçar a dupla nas redes sociais. A G1, por meio de uma nota, a assessoria de imprensa da dupla informou que após “graves ataques sofridos pelas artistas em suas respectivas redes sociais” e para preservar a “integridade física das cantoras e seus familiares, levou a questão ao conhecimento das autoridades públicas para os devidos fins e providências.” 14/11 Carro da deputada Maria do Rosário é roubado em Porto Alegre Deputada federal Maria do Rosário Luis Macedo/Câmara dos Deputados O carro da deputada federal Maria do Rosário (PT) foi roubado, por volta do meio-dia de quinta-feira (14), em Porto Alegre, segundo a Brigada Militar. A parlamentar não estava no veículo durante o assalto. De acordo com o 9º BPM, o assessor da deputada buscava o automóvel, na Rua Duque de Caxias, próximo ao Palácio Piratini, sede do governo estadual, quando foi abordado por dois homens armados. O condutor foi levado com o veículo e, em seguida, deixado na Vila Conceição, na Zona Leste da Capital. O servidor de Maria do Rosário não foi ferido. Em nota, a parlamentar afirma que “todas as providências para garantir a saúde do assessor foram tomadas”. 15/11 Paciente toca violão enquanto faz cirurgia no cérebro em hospital de Canoas; vídeo Paciente toca violão durante cirurgia Divulgação/HU de Canoas Um paciente com um tumor no cérebro passou por uma experiência inovadora em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Durante cirurgia para a retirada do tumor no cérebro, Márcio Andrade, de 41 anos, tocou violão. Segundo o Hospital Universitário de Canoas (HU), onde a cirurgia foi realizada na última terça-feira (12), a intervenção com o paciente acordado busca reduzir ao máximo as sequelas deixadas pela retirada do tumor na região do cérebro. Foram quatro horas de cirurgia. Apesar de ser um procedimento de alto risco, a equipe médica já fez 44 cirurgias semelhantes a essa e, em nenhuma, o paciente ficou com sequelas. 16/11 Prestes a se tornar pai, homem faz pedido de casamento dentro de bloco cirúrgico em Sapiranga O ‘sim’ foi dito em pleno bloco cirúrgico João Arnhold O que já seria um dia inesquecível na vida da representante comercial Aline Eberhardt, 28 anos, se tornou ainda mais surpreendente. Prestes a dar à luz filhos gêmeos, no Hospital Sapiranga, Região Metropolitana de Porto Alegre, Aline foi pedida em casamento. O empresário Jaderson Diogo de Oliveira Araújo escolheu o bloco cirúrgico como cenário para o pedido dos sonhos. “Desde que nos conhecemos, nessa mesma época do ano passado, já falávamos em filhos e casamento. Um dos meus maiores sonhos sempre foi ser pai”, confessa Jaderson. Para Aline, foi uma surpresa e tanto. “Eu não esperava isso da parte dele. Ele sempre foi criativo, mas foi uma emoção que não cabia no peito. Até os batimentos cardíacos aceleraram um pouco”, conta.

  • Acidente deixa quatro mortos em Boa Vista do Buricá, sendo três da mesma família
    on 17 de novembro de 2019 at 12:43

    Segundo a Polícia Civil, uma mulher de 31 anos estava grávida. Causas da colisão, que aconteceu na BR-472, ainda serão investigadas. Quatro pessoas, três da mesma família, morreram em acidente na BR-472 PRF/Divulgação Três pessoas da mesma família morreram em acidente entre dois carros na madrugada deste domingo (17) em Boa Vista do Buricá, no Noroeste do Rio Grande do Sul. Uma quarta pessoa, que estava no outro veículo envolvido, também não resistiu. De acordo com a Polícia Civil, as vítimas que estavam em um Cruze com placas de Santa Rosa são Rodrigo Cesar de Barros Padilha, 32 anos, Joenara Knüppe, 31 anos, e Luis Eduardo Knüppe Padilha, 5 anos. Joenara estava grávida. Na S10, com placas de Santo Ângelo, estava José Orlando Gontijo Tavares, de 74 anos. Initial plugin text A Polícia Rodoviária Federal informou que os dois veículos bateram de frente no km 115,7 da BR-472, por volta das 2h da madrugada. Ainda de acordo com a PRF, a equipe do Samu tentou salvar duas vítimas feridas, mas elas morreram a caminho do hospital. Bombeiros e policiais civis também trabalharam no local do acidente. As causas da colisão ainda serão investigadas. Conforme ocorrência registrada na Polícia Civil de Santa Rosa, o ponto da colisão foi na pista onde estava a caminhonete. Nesse caso, o carro teria invadido a pista contrária. Porém, somente o laudo da perícia vai apontar o que aconteceu. Velório da família O velório e o sepultamento da família morta no acidente estão previstos para o fim da tarde deste domingo, em Boa Vista do Buricá. Por volta das 13h, os corpos ainda não haviam sido liberados do IML de Santa Rosa. O casal Joenara e Rodrigo estava morando há cerca de um ano em Cachoeira do Sul. Ela tinha uma clinica de estética, e o marido trabalhava em uma empresa de agronegócio. Trecho do acidente onde quatro pessoas morreram, na BR 472, na manhã deste domingo (17) Éverson Dornelles/RBS TV

  • Celulares pré-pagos com cadastros desatualizados serão bloqueados em 17 estados nesta segunda, diz Anatel
    on 17 de novembro de 2019 at 09:00

    Medida vale para Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Roraima, Sergipe e São Paulo. Celular pré-pago com cadastro desatualizado será bloqueado na segunda-feira (18) Os celulares pré-pagos que não tiverem cadastro atualizado depois de terem recebido notificação das operadoras terão as linhas bloqueadas nesta segunda-feira (18). A medida da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vale para consumidores dos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Roraima, Sergipe e São Paulo. Celulares pré-pagos estão perdendo espaço para os pós no Brasil Segundo a Anatel, menos de 1% dos 91 milhões de celulares pré-pagos dessas regiões apresenta alguma pendência cadastral. Esta é última fase da campanha de comunicação aos consumidores com cadastros desatualizados, realizada pelas operadoras Algar, Claro, Oi, Sercomtel, Tim e Vivo, dentro do Projeto Cadastro Pré-Pago, acompanhado pela Anatel. O objetivo, segundo a agência, é garantir uma base cadastral “correta e atualizada”, a fim de evitar a ocorrência de fraudes (linhas associadas indevidamente a CPFs) e, dessa forma, ampliar a segurança dos consumidores. Como atualizar o cadastro Quem tiver a linha pré-paga bloqueada poderá fazer a atualização dos dados cadastrais junto à sua prestadora por meio dos canais de atendimento, como call center e espaço reservado ao consumidor na internet. Nesse contato, devem ser informados o nome completo e o endereço com o número do CEP. No caso de pessoa física, é necessário o número do CPF e, para pessoa jurídica, o CNPJ. Também poderão ser solicitadas informações adicionais de validação do cadastro. Para garantir que o SMS de solicitação de recadastramento recebido foi, de fato, encaminhado pela prestadora contratada, o consumidor pode conferir os números utilizados pelas prestadoras para envio destas mensagens na página Cadastro Pré-Pago, no portal da Anatel na internet. Linhas bloqueadas em outros estados O Projeto Cadastro Pré-Pago foi dividido em 3 etapas. A primeira, que se termina nesta segunda, foi voltada à notificação dos consumidores com cadastro desatualizado. Ela foi subdividida em três fases: entre abril e agosto últimos, envolveu linha com código 62, do estado de Goiás, onde 4,3 mil linhas foram bloqueadas e 3,6 mil foram atualizadas – 46% dos cadastros notificados; entre agosto e outubro, foram incluídos o Distrito Federal e os estados do Acre, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Santa Catarina, Tocantins, além das regiões abrangidas pelos códigos 61 e 64, ambos de Goiás. Foram bloqueadas 40 mil linhas e mais de 29 mil foram atualizadas (37% das notificadas). agora, em 18 de novembro, as linhas dos demais estados notificadas e que não forem atualizadas serão bloqueadas. Em 2020, serão iniciadas a segunda e a terceira etapas do Projeto Cadastro Pré-Pago. Elas incluem um Portal de Consulta de Linhas por CPF, previsto para o dia 6 de janeiro, e “outras medidas para melhoria dos procedimentos de habilitação de novos chips”, que a a Anatel não detalhou.

  • Policial que ficou paraplégico após reagir a assalto se torna bombeiro voluntário em Sobradinho
    on 17 de novembro de 2019 at 00:03

    Jean Cássio de Vargas, de 29 anos, já havia ganhado um carro adaptado nesta semana. Ele foi atingido por dois tiros em assalto a ônibus em junho do ano passado. Soldado se tornou bombeiro voluntário em Sobradinho Brigada Militar / Divulgação A missão de Jean Cássio de Vargas como soldado não acabou. Após perder os movimentos das pernas ao reagir a um assalto a ônibus em Porto Alegre, em junho do ano passado, ele aceitou o convite da Brigada Militar, nesta sexta-feira (15), e se tornou bombeiro voluntário em Sobradinho, na Região Central do Rio Grande do Sul. “Foi muito bom. Percebi que, mesmo com limitação, ainda podemos contribuir para a sociedade”, diz Jean. O policial, agora bombeiro, precisa da ajuda de cadeira de rodas para se movimentar. Uma dificuldade física agravada pela questão emocional, já que Jean era da Ronda Ostensiva (Rocam), o pelotão de motos do 9º Batalhão da Brigada Militar. Mas as limitações começaram a ser atenuadas nesta semana. Colegas e pessoas da comunidade de 14 bairros da Capital juntaram dinheiro para comprar e presenteá-lo com um carro adaptado. “É bem diferente, mas estou conseguindo aprender facilmente. Mais um avanço na independência e mobilidade”, garante. O trabalho entre os bombeiros será mais administrativo. Como o Corpo de Bombeiros Militar mais próximo fica a 45 km de distância, os voluntários ficam de prontidão em suas casas para quando alguma ocorrência acontecer. “Eles saem na hora para efetuar o atendimento. Já a parte administrativa que me incumbiram é online, podendo ser feita de casa através de navegador de internet. Tenho algumas fichas de novos voluntários aqui que estou cadastrando”, relata. O soldado Jean atuará em outra função e precisará demonstrar habilidades em outras áreas. Mas o soldado, agora voluntário, segue sendo um soldado. Policial paraplégico ganha carro adaptado após vaquinha dos colegas de trabalho

  • Quase 11 mil vagas de emprego temporário serão abertas neste fim de ano, prevê associação
    on 16 de novembro de 2019 at 23:26

    Vagas crescem 14% em relação ao ano passado, estima Associação Brasileira do Trabalho Temporário. Maioria dos empregos temporários está em serviços, indústria e comércio. Vagas de emprego temporárias crescem 14% em relação ao ano passado A Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) estima que, até dezembro deste ano, serão abertas 10.944 vagas em todo o estado. Um crescimento de 14% em relação ao ano passado. Do total, 623 estão cadastradas nas agências do Sistema Nacional do Emprego (Sine). Muitas não exigem experiência. De acordo com a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), a maioria dos empregos temporários está em serviços, como garçom, segurança e portaria, indústria e comércio. “Antigamente se exigia muito a experiência. Hoje, os empresários estão optando dar uma oportunidade para as pessoas para que comecem a trabalhar em sua empresa, em seu empreendimento, e adquira experiência trabalhando na sua empresa”, diz o diretor-presidente Rogério Grade. O clima de otimismo entre os comerciantes é evidente. Uma rede de lojas de roupas de um shopping de Porto Alegre vai contratar 150 funcionários até o fim do ano. São vagas para vendedor, auxiliar e caixa. Já em uma loja de vestidos no centro da Capital, o diretor executivo Alex Carlotto abriu quatro vagas temporárias. Mas prevê que, talvez, elas se tornem postos permanentes. “É uma mão de obra muito qualificada. Não é um vendedor clássico de mercado, varejo. A gente trabalha com um produto muito especializado. Esse profissional não existe no mercado, a gente precisa formar. Então, quando acaba o período de experiência, quando está praticamente pronto, nossa intenção é, quando possível, mantê-lo.” Uma dica importante a quem pleiteia pelas oportunidades é fazer um currículo objetivo, sem muitos detalhes. Mas nem tanto. A coordenadora de Recursos Humanos Simone Schaan diz que é comum esquecer até o contato para ser chamada: “O currículo deve ser resumido, com as principais informações. Principalmente as últimas experiências e o estudo, se está no ensino médio ou [se possui] uma graduação.” Vagas aumentaram 14% em relação a 2018 Reprodução / RBS TV