Santa Catarina

  • Prefeito de Chapecó anuncia que ônibus continuam suspensos na cidade até 22 de junho
    on 6 de junho de 2020 at 17:21

    Luciano Bulligon afirmou, na manhã deste sábado, que profissionais de saúde teriam alertado para o aumento dos índices de ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na cidade no período de frio. Aulas e eventos permanecem cancelados. Prefeito de Chapecó anuncia que transporte coletivo permanece suspenso na cidade O prefeito de Chapecó, Luciano Bulligon (PSL), anunciou na manhã deste sábado (6) que o transporte coletivo será mantido suspenso pelo menos até o dia 22 de junho. A decisão foi tomada em conjunto, após uma reunião realizada quinta-feira (4). Aulas e eventos também continuam cancelados. A cidade reúne a maior quantidade de pacientes confirmados com a doença no estado, com 1.009 casos, segundo o boletim divulgado pelo governo estadual. De acordo com Bulligon, foi levado em consideração as opiniões dos profissionais de saúde, que teriam alertado para os índices de ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na cidade, que costumam aumentar entre abril e junho. “O fato é que nós estamos dentro desse período. Por conta dos números, ainda que já foram maiores, mas que são ainda crescentes por conta da temperatura ter caído muito, por conta da umidade, por conta de que os médicos e profissionais que tratam disso há muitos anos em Chapecó, nós estamos mantendo o transporte coletivos e as aulas suspensas, pelo menos, até o dia 22 de junho”, afirmou. Luciano Bulligon anunciou manutenção da suspensão dos ônibus, eventos e aulas durante coletiva realizada neste sábado NSC TV/Reprodução Neste período, serão acompanhados pela comissão os índices de ocupação de leitos, o número de mortes e de pessoas infectadas. A prefeitura irá conversar com representantes das empresas concessionária do transporte coletivo em Chapecó e no interior para que elas preparem as medidas sanitárias para um possível retorno, de forma gradativa, partir do dia 22 de junho. O prefeito lembrou, ainda, que tem sido realizada na cidade uma pesquisa sobre o avanço do coronavírus feita pelo Ibope e a Universidade Federal de Pelotas (Ufpel), na qual os moradores são submetidos a testes rápidos em casa. Segundo Bulligon, os números do estudos devem contribuir para a tomada de decisões. Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 SC

  • VÍDEOS: Jornal do Almoço deste sábado, 6 de junho
    on 6 de junho de 2020 at 16:48

    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Santa Catarina. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Santa Catarina.

  • Ex-secretário da Casa Civil de SC é preso em operação contra fraude na compra de respiradores
    on 6 de junho de 2020 at 13:49

    Mandado de prisão preventiva foi cumprido contra Douglas Borba na manhã deste sábado. Outras cinco pessoas são alvo da ação, realizada também no Rio de Janeiro e em São Paulo, em uma força-tarefa. Nova fase da Operação O2 cumpre mandados em Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo na manhã deste sábado Polícia Civil/Divulgação O ex-secretário da Casa Civil de Santa Catarina, Douglas Borba, e o advogado Leandro Barros foram presos preventivamente na manhã deste sábado (6) em Biguaçu, na Grande Florianópolis, durante a segunda fase da Operação O2, que investiga uma suposta fraude ocorrida na compra de respiradores feita pelo governo do estado. Uma força-tarefa do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e da Polícia Civil cumpriu quatro de seis mandados de prisão preventiva expedidos e 14 mandados de busca e apreensão. O processo corre em segredo de justiça. A investigação apura crimes contra a administração pública em processo de dispensa de licitação para aquisição emergencial de 200 respiradores destinados ao enfrentamento da Covid-19, adquiridos no valor R$ 33 milhões e pagos de forma antecipada. Borba e Barros ficarão detidos na carceragem da sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Florianópolis, até prestarem depoimento. Ambos poderão ser transferidos para outro local se a prisão for estendida pela Justiça após serem ouvidos. Com eles, foram apreendidos aparelhos celulares que estavam em uso. Os equipamentos devem passar por perícia e serão integrados à investigação. A defesa de Douglas Borba informou ao G1 que a prisão preventiva causou surpresa, pois “desde o início das investigações ele tem colaborado e contribuído, de forma espontânea e sempre que chamado, com as autoridades”. O acesso aos fundamentos da decisão judicial foi solicitado e, com isto, a defesa busca adotar as medidas judiciais necessárias. O advogado de Leandro Barros disse que prefere não se manifestar no momento, pois ainda não acessou o pedido de prisão preventiva. Por meio de nota, o Governo do Estado informou que apoia e colabora com todas as investigações necessárias para apurar eventuais irregularidades no processo de compra dos respiradores. As ordens judiciais são cumpridas também no Rio de Janeiro e em São Paulo. No estado carioca, o presidente da Câmara de Vereadores da cidade de São João de Meriti (RJ) também foi preso nesta manhã. Durante as buscas, foram apreendidos celulares e documentos. Os outros suspeitos presos na operação, em São Paulo e no Rio de Janeiro, devem ser trazidos a Santa Catarina nos próximos dias. A primeira fase da operação foi realizada no dia 9 de maio. O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e a Polícia Civil cumpriram 35 mandados de busca e apreensão e sequestro de bens em Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso. Na ação, foram apreendidos 70 equipamentos eletrônicos, computadores, celulares, tablets, HDs e documentos, segundo o MPSC, e mais de 30 pessoas foram ouvidas entre investigados e testemunhas. Investigação Durante coletiva realizada nesta manhã, o coordenador da operação no MPSC, Maurício Medina, afirmou que as prisões preventivas foram pedidas para evitar que houvesse interferência nas investigações. “A força-tarefa entendeu, e foi acolhido judicialmente, que as prisões eram absolutamente necessárias neste momento como forma de garantir o efetivo esclarecimento dos fatos, uma vez que havia indícios substanciais que os investigados vinham destruindo provas, destruindo elementos de convicção que seriam importantíssimos para que todo esse conjunto de fatos fosse esclarecido. Diante da necessidade de preservar a lisura da investigação”, afirmou. Medina destacou ainda a necessidade de impedir a atuação do grupo investigado, que possui negócios em outros estados brasileiros, o que poderia resultar em novas lesões aos cofres públicos, de acordo com ele. Conforme o delegado Rodrigo Schneider, da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), a ação buscou garantir a reparação do dano causado ao estado catarinense. “Recebemos informações de que logo que o dinheiro chegou na conta da Veigamed, ele rapidamente foi retirado e distribuído pelas outras pessoas físicas e jurídicas”, disse. De acordo com o coordenador de operações do MPSC, até o momento não há indícios da participação de deputados catarinenses no processo. Compra e sobrepreço dos respiradores O coordenador estadual do Gaeco, Alexandre Graziotin, disse que a investigação apontou que desde o início os envolvidos sabiam que os respiradores não chegariam ao estado catarinense. “Que a valoração dos produtos que teriam sido adquiridos para tentar entregar um produto para Santa Catarina seria de um preço muito inferior, muito abaixo daquilo efetivamente pago pelo estado. A investigação então demonstra que o processo de dispensa de licitação gerou a aquisição de um produto que a empresa já sabia que não o detinha”, afirmou Graziotin. Conforme a investigação, os equipamentos que chegaram a Santa Catarina, trazidos pela empresa contratada, apresentavam sobrepreço comparado ao valor de mercado. De acordo com o diretor de contas de gestão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sidney Antonio Tavares Junior, foi feito um levantamento dos valores de compra de equipamentos similares em outros estados brasileiros, que contou com o apoio de diretorias do órgão. “De 111 amostras pesquisadas no Brasil, consideramos 90 amostras válidas. Dessas 90, chegamos a um valor médio. Nós temos um valor médio de R$ 72 mil, mas, se considerarmos o valor máximo, chegaria a R$ 88 mil reais para um respirador. O que se viu, então, foi R$ 166 mil pagos e aí mostra claramente um sobrepreço que chega a 85,9%”, afirmou. A investigação vai continuar com o objetivo de esclarecer e recuperar os valores pagos, de acordo com Medina. Veja mais notícias do estado no G1 SC

  • Presidente da Câmara de Vereadores de São João de Meriti é preso no RJ em operação contra fraude na compra de respiradores
    on 6 de junho de 2020 at 12:23

    Investigação identificou irregularidades na compra de respiradores feitas pelo governo de Santa Catarina, com custo superfaturado de R$ 33 milhões. Presidente da Câmara de S. João de Meriti é preso em operação policial O presidente da Câmara de Vereadores de São João de Meriti, Davi Perini Vermelho, foi preso, na manhã deste sábado (6), em uma operação contra fraude na compra de respiradores pelo governo de Santa Catarina. Perini é o dono da empresa responsável pela venda dos respiradores para o governo da cidade do sul do país. Ao todo, a operação visa cumprir cinco mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva durante a Operação Oxigênio. Segundo as investigações, a negociação teve custo superfaturado de R$ 33 milhões, pagos de forma antecipada pelo governo de Santa Catarina. O G1 ainda não conseguiu contato com a defesa de Perini. Davi Perrini, presidente da Câmara de São João de Meriti, foi preso em casa na manhã deste sábado (6) Reprodução Além de Perini também foi preso César Augusto Martinez Thomaz Braga, advogado que teria firmado documentos como diretor jurídico da Veigamed, empresa que realizou a venda dos respiradores para o governo de Santa Catarina. Também há mandado de prisão contra Pedro Nascimento Araújo, diretor executivo da empresa, que já é considerado foragido. Os presos são investigados pelos crimes de peculato e corrupção passiva, em que houve processo de dispensa de licitação para aquisição emergencial de 200 respiradores. A operação é comandada pelo novo diretor do Departamento de Combate à Lavagem de Dinheiro, Pablo Valentim, em apoio à Força-tarefa formada pelo Ministério Público de Santa Catarina, pelo Tribunal de Contas do Estado e pela Polícia Civil de Santa Catarina. Os mandados foram cumpridos nos bairros do Centro, Leblon, Barra da Tijuca, Vargem Pequena, na capital fluminense, e no município de Petrópolis. Davi Perrini foi levado para o Departamento de Combate à Lavagem de Dinheiro Reprodução Presidente da Câmara de Vereadores de São João de Meriti é preso no RJ

  • Empresários do Litoral Norte de SC mantêm funcionários e até contratam durante pandemia do coronavírus
    on 6 de junho de 2020 at 12:00

    Parque evitou demissões em Balneário Camboriú. Em Itajaí, três empresas devem abrir lojas e fazer 800 contratações. Mesmo diante do cenário de dúvidas e dificuldades com a pandemia do novo coronavírus, algumas empresas catarinenses não só mantiveram todos os funcionários como estão contratando novos trabalhadores. Os exemplos vêm do Litoral Norte. Um parque em Balneário Camboriú sempre foi um lugar de diversão. Mas agora, ficou só um espaço vazio. O local está fechado há três meses e deve reabrir mês que vem, conforme previsão do governo do estado. Mesmo sem funcionar, manteve todos os 110 funcionários empregados e desembolsa cerca de R$ 500 mil em folha de pagamento. “Optamos por não fazer o desligamento dos colaboradores em função da pandemia, em função de toda essa situação de dificuldade que a sociedade encontra e também pelo alto nível técnico de qualificação que esses funcionários possuem”, disse o gerente-geral do parque, Alfredo Kuhn. Parque vazio em Balneário Camboriú Parque Unipraias/Divulgação Uma indústria do setor de alimentos também está conseguindo driblar a crise. No período da pandemia, abriu quase 200 vagas de emprego. “Contratamos colaboradores temporários para substituir aqueles que estão afastados devido a pertencerem ao grupo de risco. Contratamos mais pessoas pra fazer parte da equipe de saúde da nossa empresa. E também mantivemos as contratações das áreas de apoio, manutenção, TI [tecnologia da informação], RH, administrativo-financeiro”, explicou Rochelli Kaminski, diretora de Recursos Humanos (RH) da empresa. O momento delicado na economia também não mudou os planos de empresas que estão se instalando em Itajaí. Pelo menos três grandes companhias vão abrir lojas na cidade até o final do ano e contratar mais de 800 pessoas. É um parênteses no meio de tantos problemas na economia e na saúde. E um sinal de que podemos esperar ter momentos assim, mais leves, em breve. Veja mais notícias do estado no G1 SC

  • Sábado deve começar com nuvens, mas ter aberturas de sol à tarde
    on 6 de junho de 2020 at 11:00

    Pode chover pela manhã no litoral. Temperatura pode chegar a 26ºC no Sul e Norte. Sábado deve começar com nuvens Anaísa Catucci/ G1 SC O sábado (6) deve começar com o predomínio das nuvens em todas as áreas, segundo a Central NSC de Meteorologia. Há chances de chuva no Sul, na Grande Florianópolis, no Vale do Itajaí e no Norte. Gradativamente, no meio da manhã deve começar a ter aberturas de sol. As nuvens devem ir embora, dando lugar ao tempo seco à tarde. As máximas devem chegar a 15ºC na Serra, 18ºC no Oeste, 24ºC na Grande Florianópolis e no Vale do Itajaí e 26ºC no Sul e Norte. Veja mais notícias do estado no G1 SC

  • Em Itajaí, Hospital Marieta Konder Bornhausen tem 10 novos leitos de UTI para coronavírus
    on 6 de junho de 2020 at 00:13

    Unidade chegou a ter todos ocupados no final de maio. Nesta sexta, também foram entres mais 50 respiradores ao estado. Dez novos leitos de UTI foram abertos no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí A partir desta sexta-feira (5), 10 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes de Covid-19 ficaram disponíveis no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Agora, a unidade tem 25 leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para a doença. O hospital chegou a ter lotação crítica de pacientes do novo coronavírus. Entrega de respiradores ao Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí Fabiano Correia/NSC TV Além disso, outros 10 leitos estão sendo instalados com os respiradores entregues em 27 de maio pelo governo do estado. No final do mês passado, com os 15 leitos de UTI de Covid-19 ocupados, a direção clínica precisou utilizar outros três não credenciados, já acima da capacidade. Mais respiradores Mais 50 respiradores foram entregues nesta sexta ao governo do estado. Os aparelhos foram comprados de uma empresa de Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, que também fabricou os equipamentos entregues em 27 de maio. O encaminhamento aos hospitais começou nesta sexta. Uma das unidades que recebeu os aparelhos foi o Hospital Municipal de São José em Joinville. Entrega de respiradores no Hospital Municipal São José de Joinville Mauricio Vieira/Secom/Divulgação Os respiradores serão usados para abrir novos leitos de UTI em Santa Catarina. No total, o governo do estado encomendou com a empresa 500 equipamentos, dois quais 150 foram entregues. Segundo o governador Carlos Moisés (PSL), o restante deve chegar até o fim de junho. Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 SC

  • VÍDEOS: NSC Notícias de sexta-feira, 5 de junho
    on 5 de junho de 2020 at 23:00

    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Santa Catarina. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Santa Catarina.

  • SC passa de 10,8 mil casos de coronavírus e há pacientes em mais de 75% das cidades
    on 5 de junho de 2020 at 21:39

    Das 295 cidades catarinense, 229 têm pelo menos um caso. Estado tem 159 mortes por Covid-19. SC passa dos 10,8 mil casos de Covid-19 e tem 159 mortes O governo de Santa Catarina divulgou na noite desta sexta-feira (5) a atualização do balanço da Covid-19 no estado. Os principais números são: 10.846 casos confirmados. Na quinta (4), eram 10.532 foram acrescentados 314 pacientes ao balanço em 24 horas 159 mortes. Na quinta, eram 156 6.720 recuperados taxa de ocupação de leitos de UTI na rede pública é de 59,4% 534 leitos de UTI na rede pública estão vagos 34 mil testes feitos 1.225 mil testes em análise 229 municípios têm pelo menos um caso de coronavírus 59 cidades têm pelo menos uma morte Dos 1.316 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da rede pública em Santa Catarina, 782 estão ocupados, sendo 140 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19. As mortes mais recentes foram: Navegantes – mulher de 95 anos com doenças anteriores Navegantes – homem de 48 anos sem doenças anteriores São Bento do Sul – homem de 90 anos sem doenças anteriores Casos por município Abdon Batista – 2 Abelardo Luz – 6 Agrolândia – 9 Agronômica – 10 Água Doce – 8 Águas de Chapecó – 21 Águas Frias – 2 Águas Mornas – 2 Alto Bela Vista – 5 Anchieta – 8 Anita Garibaldi – 2 Antônio Carlos – 22 Arabutã – 30 Araquari – 34 Araranguá – 72 Armazém – 26 Arroio Trinta – 2 Arvoredo – 17 Ascurra – 1 Atalanta – 4 Aurora – 5 Balneário Arroio do Silva – 32 Balneário Barra do Sul – 15 Balneário Camboriú – 470 Balneário Gaivota – 8 Balneário Piçarras – 49 Balneário Rincão – 6 Barra Velha – 26 Benedito Novo – 12 Biguaçu – 44 Blumenau – 688 Bocaina do Sul – 1 Bom Jardim da Serra – 1 Bombinhas – 20 Botuverá – 6 Braço do Norte – 122 Brusque – 159 Caçador – 25 Caibi – 6 Camboriú – 156 Campo Alegre – 1 Campo Erê – 2 Campos Novos – 3 Canelinha – 9 Canoinhas – 64 Capinzal – 3 Capivari de Baixo – 30 Catanduvas – 14 Caxambu do Sul – 27 Chapecó – 1009 Cocal do Sul – 19 Concórdia – 979 Cordilheira Alta – 4 Coronel Freitas – 5 Coronel Martins – 4 Correia Pinto – 2 Corupá – 62 Criciúma – 405 Cunha Porã – 20 Cunhataí – 6 Curitibanos – 16 Descanso – 3 Dionísio Cerqueira – 1 Dona Emma – 3 Entre Rios – 98 Erval Velho – 1 Faxinal dos Guedes – 25 Florianópolis – 759 Forquilhinha – 30 Fraiburgo – 15 Galvão – 3 Garopaba – 6 Garuva – 10 Gaspar – 49 Governador Celso Ramos – 32 Grão-Pará – 3 Gravatal – 25 Guabiruba – 5 Guaraciaba – 1 Guaramirim – 41 Guatambu – 33 Herval d’Oeste – 8 Ibicaré – 3 Ibirama – 7 Içara – 27 Ilhota – 21 Imbituba – 48 Imbuia – 1 Indaial – 72 Ipira – 6 Ipuaçu – 52 Ipumirim – 64 Irani – 56 Irati – 2 Itá – 32 Itaiópolis – 3 Itajaí – 541 Itapema – 65 Itapiranga – 6 Itapoá – 3 Ituporanga – 10 Jaborá – 13 Jacinto Machado – 5 Jaguaruna – 9 Jaraguá do Sul – 145 Jardinópolis – 1 Joaçaba – 25 Joinville – 465 José Boiteux – 1 Jupiá – 15 Lages – 156 Laguna – 21 Lajeado Grande – 11 Laurentino – 3 Lauro Müller – 2 Lindóia do Sul – 60 Lontras – 1 Luiz Alves – 5 Luzerna – 6 Mafra – 8 Maracajá – 12 Maravilha – 23 Marema – 5 Massaranduba – 2 Meleiro – 18 Mondaí – 5 Monte Carlo – 3 Monte Castelo – 1 Morro da Fumaça – 13 Morro Grande – 2 Navegantes – 259 Nova Erechim – 15 Nova Itaberaba – 2 Nova Trento – 5 Nova Veneza – 48 Orleans – 30 Otacílio Costa – 3 Ouro – 2 Paial – 12 Palhoça – 188 Palma Sola – 3 Palmeira – 1 Palmitos – 79 Papanduva – 19 Paraíso – 1 Passo de Torres – 14 Passos Maia – 2 Paulo Lopes – 2 Pedras Grandes – 2 Penha – 84 Peritiba – 15 Pescaria Brava – 3 Petrolândia – 1 Pinhalzinho – 14 Pinheiro Preto – 1 Piratuba – 10 Planalto Alegre – 12 Pomerode – 21 Ponte Serrada – 30 Porto Belo – 24 Porto União – 7 Pouso Redondo – 4 Praia Grande – 5 Presidente Castello Branco – 8 Presidente Getúlio – 3 Quilombo – 9 Rancho Queimado – 2 Rio do Oeste – 3 Rio do Sul – 65 Rio Fortuna – 1 Rio Negrinho – 10 Rio Rufino – 1 Riqueza – 3 Rodeio – 3 Salete – 7 Saltinho – 5 Salto Veloso – 1 Sangão – 16 Santa Cecília – 6 Santa Helena – 1 Santa Rosa do Sul – 29 Santa Terezinha – 1 Santiago do Sul – 1 Santo Amaro da Imperatriz – 11 São Bento do Sul – 33 São Bernardino – 1 São Carlos – 25 São Domingos – 6 São Francisco do Sul – 34 São João Batista – 6 São João do Itaperiú – 7 São João do Oeste – 1 São João do Sul – 5 São Joaquim – 3 São José – 147 São José do Cedro – 2 São Lourenço do Oeste – 7 São Ludgero – 32 São Martinho – 4 São Miguel da Boa Vista – 1 São Miguel do Oeste – 63 Saudades – 11 Schroeder – 13 Seara – 179 Siderópolis – 21 Sombrio – 63 Taió – 4 Tangará – 3 Tigrinhos – 5 Tijucas – 24 Timbé do Sul – 7 Timbó – 35 Três Barras – 143 Treze de Maio – 4 Treze Tílias – 3 Trombudo Central – 2 Tubarão – 185 Tunápolis – 3 Turvo – 6 União do Oeste – 2 Urussanga – 54 Vargeão – 3 Vargem Bonita – 25 Vidal Ramos – 2 Videira – 23 Xanxerê – 159 Xavantina – 2 Xaxim – 205 Zortéa – 8 Outros estados – 145 Outros países – 2 Mortes por município Agronômica – 1 Antônio Carlos – 4 Araranguá – 2 Arvoredo – 1 Balneário Arroio do Silva – 1 Balneário Camboriú – 2 Balneário Gaivota – 1 Balneário Piçarras – 1 Blumenau – 4 Braço do Norte – 2 Caçador – 1 Camboriú – 5 Caxambu do Sul – 1 Chapecó – 4 Cocal do Sul – 1 Concórdia – 10 Criciúma – 9 Dionísio Cerqueira – 1 Entre Rios – 1 Florianópolis – 7 Garopaba – 1 Garuva – 1 Gaspar – 2 Grão-Pará – 1 Gravatal – 1 Guabiruba – 1 Indaial – 2 Irati – 1 Itaiópolis – 1 Itajaí – 10 Itapema – 1 Ituporanga – 1 Jaraguá do Sul – 2 Joinville – 23 Laguna – 1 Marema – 1 Massaranduba – 1 Navegantes – 8 Palhoça – 1 Palmitos – 4 Papanduva – 4 Pedras Grandes – 1 Penha – 3 Ponte Serrada – 2 Porto Belo – 1 Pouso Redondo – 1 Rodeio – 1 Salete – 1 São Bento do Sul – 1 São Francisco do Sul – 1 São José – 2 São Ludgero – 1 Siderópolis – 1 Sombrio – 3 Tangará – 1 Tubarão – 3 Urussanga – 3 Xanxerê – 1 Xaxim – 5 Initial plugin text Veja mais notícias do estado no G1 SC

  • Em dia chuvoso, Florianópolis registra dezenas de acidentes de trânsito
    on 5 de junho de 2020 at 21:13

    Guarda Municipal atendeu 26 ocorrências até as 17h30. Uma mulher chegou a ser arrastada por um carro após desentendimento na cabeceira da ponte Pedro Ivo. Florianópolis registrou dezenas de acidentes de trânsito em dia chuvoso Divulgação Esta sexta-feira (5) chuvosa teve dezenas de acidentes de trânsito em Florianópolis. Até as 17h30 somente a Guarda Municipal (GMF) havia atendido 26, em um período de aproximadamente 12 horas. Segundo o órgão, apesar de a chuva ser um fator que complica as condições de tráfego, as maiores causas das batidas do dia foram a desatenção dos motoristas e direção perigosa. Ainda segundo a Guarda Municipal, a colisão traseira é o tipo de acidente mais comum porque o excesso de velocidade e a falta de distância segura em relação ao veículo à frente não deixam o motorista frear a tempo em caso de necessidade. O subcomandante da GMF, Ricardo Pastrana, disse que a maior parte dos acidentes foi na região central, que houve alguns capotamentos, e que ninguém ficou gravemente ferido nas ocorrências. Mulher arrastada Uma das ocorrências atendidas durante a manhã desta sexta foi a de uma mulher que foi arrastada por um carro na ponte Pedro Ivo Campos após um desentendimento com o motorista do veículo. O condutor foi preso em flagrante por um policial civil que testemunhou o ocorrido. A vítima teve ferimentos na cabeça, braços, mãos, pernas e pés, mas passa bem. Conforme a Polícia Civil, o agente viu a discussão entre a mulher e o condutor de um veículo parado na cabeceira da estrutura. A mulher colocou as mãos para dentro do veículo e o motorista saiu em alta velocidade com ela presa na janela. O carro andou cerca de 20 metros até que a vítima caísse na ponte. O policial, que estava atrás desse carro, perseguiu e abordou o motorista, fazendo o flagrante. Depois, viaturas da Guarda Municipal foram ao local e a mulher e o condutor foram levados à Central de Plantão Policial (CPP). O homem assinou termo circunstanciado por lesão corporal leve e foi liberado. Orientações A Secretaria de Segurança Pública orienta que em caso de ocorrências de trânsito a Guarda Municipal pode ser chamada pelo telefone 153, que os condutores não podem sair do local sem prestar suporte ao outro motorista envolvido e que, quando possível, devem ajudar com a retirada do veículo da pista. Após o atendimento, os agentes da GMF registram boletim e geram a ocorrência. O documento pode ser pedido pelas partes envolvidas a qualquer momento. Falta de atenção de motoristas e direção perigosa foram as maiores causas de acidentes em Florianópolis, diz GMF Divulgação Veja mais notícias do estado no G1 SC