Jovem é preso por matar o pai e esfaquear a irmã no Oeste de SC

Um jovem de 23 anos foi preso em flagrante por ser suspeito de matar o pai de 68 anos com uma facada no peito e esfaquear a irmã de 24, em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. O cunhado, de 28 anos, também foi agredido. O crime ocorreu no fim da tarde do sábado (10), no bairro Morada do Sol II.

Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito do crime estaria embriagado e havia se desentendido com o pai. Ele teria ligado para a mãe e solicitado que alguém fosse buscar o pai.

Preocupados, ela, a filha e o genro foram até o local.  Ao chegar na casa, o jovem agrediu sua irmã com empurrões e tapas. Ele ainda teria desferido duas facadas nas costas da jovem, que está grávida.

Agressões

O pai e o companheiro da jovem tentavam socorrê-la quando também foram agredidos. O idoso recebeu um golpe de faca no peito e o cunhado foi atingido na cabeça, enquanto tentavam imobilizar o suspeito. O jovem foi detido em flagrante pela Polícia Militar e encaminhado à Delegacia de Pinhalzinho.

O Corpo de Bombeiros e o IGP (Instituto Geral de Perícias) também estiveram no local do crime.

Vítimas

A irmã e o cunhado do agressor foram encaminhados ao hospital, onde receberam atendimento médico. Ambos passam bem. Já o pai do autor não sobreviveu à lesão no peito e faleceu ainda no local do crime.

Todos os elementos coletados pela Polícia Civil indicam que, de fato, o jovem foi o autor do crime.

De acordo com a Polícia Civil, ao ser interrogado, o suspeito apresentou versão contraditória. Ele teria alegado que foi seu cunhado que agrediu sua irmã e seu pai. Não foram encontradas provas e respaldo nos demais elementos.

O suspeito foi autuado em flagrante, encaminhado à Unidade Prisional Avançada de Maravilha e indiciado por homicídio qualificado e por tentativa de homicídio qualificado.

Histórico

O jovem já havia sido indiciado por tentativa de homicídio em março de 2019 por ter agredido um jovem também a facadas em frente a um bar no Bairro Maria Terezinha, em Pinhalzinho.

Jornalismo Rádio Efapi com informações do ND Mais.