Pai e filho são detidos por posse ilegal de arma

Foto: PPT

Chapecó – Por volta da 0h40 da madrugada desta sexta-feira (12) a Polícia Militar (PM), em atendimento em atendimento de ocorrência de violência doméstica, prendeu dois homens, pai e filho, por ameaça contra mulher e posse ilegal de armas de fogo, na rua Tomé de Souza, bairro Bela Vista, em Chapecó.

De acordo com a PM, o fato iniciou quando a Central Regional de Emergência (CRE) recebeu, via 190, uma solicitação para atendimento de ameaça entre familiares com uso de arma de fogo, sendo que, de imediato guarnições deslocaram para verificar ocorrência, onde logo na chegada abordaram um homem de 58 anos, que segundo denúncia estaria armada, mas, como ele não foi localizado nenhuma arma. Nesse momento chegou uma mulher de 52 anos, relatando que o abordado, seu ex-marido, enquanto a ameaçava, faziam menção de estar armado com a arma na cintura, e ela sabia que ele possuía uma arma de fogo.

Em buscas pelo pátio foi encontrado um revólver marca Rossi, calibre .38, acabamento inox, carregado com cinco munições intactas, numeração aparente, sendo que, quando os policiais questionaram o homem de 58 anos sobre a arma, o filho de 29 anos assumiu a propriedade dizendo que aquela arma era dele. Em mais buscas pelo local foi encontrado, nos fundos do quintal, um segundo revólver, esse da marca Taurus,  também calibre .38, carregado com quatro munições intactas e dois estojos deflagrados, também com numeração aparente. Segundo a PM tudo indicou, pelo menos uma das armas estaria em posse do homem de 58 anos no momento da ameaça.

Ao serem questionados sobre os registros das armas, o filho de 29 relatou que nunca teve registro, já o homem de 58 anos relatou ter o registro de uma das armas encontradas, porém, não apresentou aos policiais e ainda relatou que há muitos anos ele estaria vencido.

Ainda de acordo com a PM, às ameaça de morte, que segundo a mulher de 52 anos, essa sofreu do ex-marido, ela manifestou desejo de representação e ainda mostrou interesse em solicitar medida protetiva.

Diante dos fatos, todos os envolvidos e as armas foram encaminhadas a delegacia para providências cabíveis.

Conforme a PM, as pessoas podem possuir armas de fogo em casa ou no local de trabalho, desde que devidamente registradas. O registro não autoriza o porte em via pública.

Rádio Efapi com informações do Diário Chapecó.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.