Jovem com síndrome de Down quebra barreiras e conquista diploma de ensino superior

Foto Arquivo Pessoal

A formatura do polo da Uninter de São José do Cedro, realizada no dia 23 de setembro, teve um gosto diferente para um dos formandos. Gustavo Luiz Demossi tem 22 anos, e desde pequeno, vem vencendo batalhas e mostrando na prática, o que significa a palavra superação.

Guto é bastante conhecido em São José do Cedro devido a facilidade em fazer amigos e porque a família sempre o manteve ativo na escola, na Apae, esportes, o incluindo em todas as atividades.

Durante a formatura, o estudante levantou o maior troféu que conquistou até hoje: o canudo, que representa o fim do curso superior em Gestão Comercial. Ele foi o primeiro acadêmico a se formar no polo local da instituição com deficiência intelectual. Além disso, está entre os poucos portadores da síndrome de Down com uma graduação no Brasil.

E os sonhos não param por ai. Gustavo conta que a decisão em concluir a graduação foi incentivada pelos pais. Ele mesmo, vendo as dificuldades, não acreditava que pudesse alcançar um sonho como esse e admite que a determinação da família foi essencial.Ele também contou com auxílio dos tutores, das irmãs Márcia Helena, e Andréia Luiza, além dos colegas, que ajudaram a acessar o sistema online e na memorização dos conteúdos. Apesar das dificuldades, ele garante que pretende fazer uma pós-graduação daqui dois anos.

O jovem, que já trabalha como auxiliar da caixa no mercado da Cooper Alfa em São José do Cedro, afirma que a faculdade vai ajudar ainda mais no serviço, a lidar com o público, e em questões comerciais que enfrenta no dia-a-dia.

Orgulhoso do diploma, Gustavo acredita que com persistência todos possam conseguir alcançar sonhos que parecem difíceis e distantes. Ele lembrou que muitas pessoas que tem Down não recebem incentivo e apoio necessário, e são privadas de atividades.

Rádio Efapi com informações da Rede Peperi.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.